Eco-domo_Arquitetura Sustentavel (11)

A incrivel experiência de construir uma casa com as próprias mãos

Por Patrick William Brokaw, o construtor do Eco-domo.

Por volta de dois anos atras comecei a planejar efetivamente a construção de um Eco-domo, sonho que já fazia parte do meu pensamento há muitos anos, na verdade desde criança quando construía pequenas habitações com materiais que encontrava pelo quintal. Construir uma casa sustentável com minhas próprias mãos me proporcionou momentos mágicos. Jamais imaginei, que durante esse processo, poderia aprender tanto. Aprendi a valorizar, sobretudo, a terra, as amizades, a autonomia, a comunidade, a família, a espiritualidade e o respeito aos  processos naturais.

Desde o início da construção que começou por volta de julho de 2015, enfrentei grandes desafios desde o início, já que não tinha nenhuma referência com esse tipo de construção aqui perto de onde moro e haviam poucas pessoas com quem podia trocar experiências pessoalmente ou tirar dúvidas, Minha família mora neste sítio desde 1994 e não há construções como esta em Búzios. Cada casa construída desta maneira é única, não existe outra, ao utilizar o material disponível em sua região ela reflete a natureza do ambiente que a rodeia e também reflete o imaginário do “Anarquiteto” que a projetou.

Desenvolvi o projeto do Eco-Domo junto com meus parceiros de bio construção afim de criar uma casa ecológica pois acreditamos que é preciso evoluir nossas moradias, para serem auto-suficientes, para que SEJAM Unidades habitacionais Autônomas.

O conceito atual de habitação em geral, depende de diversos sistemas centralizados para seu funcionamento, e deixaram de ser adequados, seguros e confiáveis.
Estas novas unidades habitacionais devem produzir energia, fornecer conforto térmico/acústico, produzir alimentos e tratar com seus próprios resíduos e ainda que possibilite a auto-construção e a construção através de sistemas de mutirão.

Na física, existe uma equivalência entre massa-energia. Qualquer coisa que tenha massa tem uma quantidade equivalente de energia e vice-versa. Essa equivalência está diretamente relacionada pela famosa fórmula de Albert Einstein: E = m c 2.

O Eco-Domo possui 40 fiadas de barro compactado. Considerando que cada fiada pesa em torno de uma tonelada, logo, temos aproximadamente 40 toneladas. Isso é muita massa que,  consequentemente, possui muita energia acumulada nas paredes, o que torna o ambiente interno extremamente agradável podendo dispensar totalmente o uso de ar-condicionado ou sistemas de aquecimento podendo chegar a marcar entre 19 a 20 graus durante os dias quentes de verão.

A construção do Eco-domo não seria possível sem a preciosa ajuda dos meus parceiros, amigos, da família, dos mestres e dos voluntários que participaram das diversas etapas da obra. Realmente não teria sido possível. Tenho um carinho muito especial por todos que participaram, e gostaria de expressar minha profunda gratidão por cada um que acreditou no projeto e ajudou a realiza-lo até então, tanto com mão de obra (que exigiu suor, dinheiro, tempo, fé, paciência, e as vezes até sangue), quanto com doação de material, consultoria e troca de experiência, em especial os membros do Coletivos de Permacultura aqui de Búzios, o BioMangue. Espero que um dia possa retribuir em dobro para cada um. Muito Obrigado, de coração.

Em especial Tchairo, Diego, Esther, Daniel e Lucas.

Eco-domo_Arquitetura Sustentavel (7)Eco-domo_Arquitetura Sustentavel (3)Eco-domo_Arquitetura Sustentavel (5)Eco-domo_Arquitetura Sustentavel (1)Eco-domo_Arquitetura Sustentavel (6)Eco-domo_Arquitetura Sustentavel (8) Eco-domo_Arquitetura Sustentavel (9) Eco-domo_Arquitetura Sustentavel (4)Eco-domo_Arquitetura Sustentavel (13) Eco-domo_Arquitetura Sustentavel (12)

Deixe sua opinião